País controlou a inflação e PIB voltou a crescer

 

ANCARA – A inflação e os juros do overnight bateram nos três dígitos.

Choques externos sacudiram a economia, que entrou em recessão. Um acordo com o FMI deu sobrevida ao país, evitando uma moratória. Um plano de estabilização cortou três zeros da moeda, impôs um choque de liquidez e um rígido ajuste fiscal. Atraídos pelos juros altos, os investimentos externos deram força à moeda local. Depois de criticar duramente as políticas do governo, a oposição assumiu e deu continuidade à política econômica, com mais ênfase na questão social. Na corrida para a reeleição, o governo aumenta os gastos e incha a já sobrecarregada folha de pagamentos.

 

Brasil? Turquia. O primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan, que em maio deve se candidatar à presidência (a escolha é indireta, pelo Parlamento, que por sua vez terá eleições em novembro), conduz um plano bem sucedido de estabilização, herdado do governo anterior. A inflação caiu de 68,5%, em 2001, para 7,7%, no ano passado. O PIB, que encolheu 7,5% naquele ano, cresceu 5,5% em 2005.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*