Sobre

Lourival Sant’Anna é repórter no aplicativo Exame Hoje, colunista no Estadão e comentarista de assuntos internacionais da Rádio CBN.

Foi repórter especial do jornal O Estado de São Paulo entre 1998 e 2000 e entre 2001 e 2015. Nesse período, fez coberturas em 60 países, incluindo todos os da América do Sul, com exceção da Guiana e da Guiana Francesa, nas Américas do Norte e Central, Europa, África, Oriente Médio e Ásia. 

Cobriu conflitos na Irlanda do NorteColômbiaAfeganistão, Iraque, Líbano, KosovoFaixa de Gaza, Geórgia, Líbia, Síria e Mali, assim como as convulsões no Paraguai, Equador, Bolívia, Venezuela, HondurasTunísia, Egito e Ucrânia; o terrorismo e as tensões sociais na China, a gripe suína e o massacre de estudantes no México, a crise nuclear e a teocracia no Irã, o furacão, a crise econômica e as três últimas eleições nos Estados Unidos, a repressão em Cuba e a saída de cena de Fidel, o terremoto no Haiti e muitos outros momentos históricos.

Fez também reportagens especiais no Brasil, sobre política, economia e temas sociais, como educação, saúde e meio ambiente.

No ano de 2000, foi editor-chefe do Estadão.

Começou a carreira como repórter da Agência Folha em 1989.

No ano seguinte, entrou para a editoria Internacional de O Estado de S. Paulo. Em 1992, fez uma entrevista exclusiva com o líder palestino Yasser Arafat, em seu exílio em Túnis.

Mudou-se para Londres em 1993, onde trabalhou como produtor do Serviço Brasileiro da BBC e correspondente do Estado. Nesse período, cobriu não só política e economia internacional, mas também o circuito de artes de Londres.

Voltou ao Brasil em 1995, tornando-se o mais jovem editorialista do Estado, função que ocupou até 1998, quando se tornou repórter especial.

É autor de Viagem ao Mundo dos Taleban, (Geração Editorial, 2002) e O Destino do Jornal (Editora Record, 2008).

Nascido em Goiânia (GO), em 1966, graduou-se em Jornalismo em 1986, pela Universidade Federal de Goiás.

Entre 1987 e 1989, completou os créditos de mestrado em Filosofia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e na Universidade de São Paulo, sobre o filósofo alemão Immanuel Kant, mas não defendeu a dissertação.

Fez mestrado em Jornalismo na Universidade de São Paulo entre 2004 e 2007, quando defendeu a dissertação que deu origem ao livro O Destino do Jornal, sobre os três principais jornais do país, Estado, Folha e Globo, na sociedade da informação.

Ouça entrevista a Celso Loducca, no programa “Quem Somos Nós” da Rádio Eldorado