Norte da África

Egito

Vinda de presidente egípcio abre portas para o Brasil

A visita do presidente egípcio, Mohamed Morsi, ao Brasil abre portas importantes para os dois países. Como integrante do grupo fundamentalista Irmandade Muçulmana e governante de um país que tradicionalmente exerce liderança no mundo árabe, Morsi é um interlocutor valioso para o governo brasileiro, no que diz respeito à Primavera […]

Líbia

Eleições líbias mostram racionalidade do voto árabe

Ao longo de um ano e meio, as revoluções no mundo árabe têm afligido observadores no Ocidente e no interior dos próprios países em convulsão, diante das incertezas acerca do potencial desestabilizador das divisões tribais e da mescla entre religião e política. Os resultados preliminares das eleições parlamentares na Líbia […]

Egito

Eleição no Egito consolida Irmandade e aglutina seculares

O resultado do primeiro turno da eleição presidencial no Egito, anunciado ontem, consolida o domínio da Irmandade Muçulmana sobre a política egípcia e aglutina as forças seculares, em sua polarização contra os conservadores islâmicos, ao redor de um ex-integrante do primeiro time da ditadura de Hosni Mubarak, deposto em fevereiro […]

Egito

Egito deve se polarizar entre seculares e islâmicos

Pela primeira vez em seis décadas, o Egito realiza nesta quarta e quinta-feira uma eleição presidencial cujo resultado está em aberto. Desde que os militares derrubaram o rei Faruk e tomaram o poder em 1952, as eleições têm sido um jogo de cartas marcadas.

Egito, Israel, Síria

Novo cenário no Egito e na Síria influi em acordo Hamas-Fatah

Esse é o terceiro acordo entre as duas facções palestinas desde que o Hamas derrotou o Fatah na eleição parlamentar de janeiro de 2006, mas foi impedido de formar governo pelo presidente Mahmud Abbas. Os dois anteriores fracassaram. A diferença é que dessa vez há um novo cenário nos países […]

Líbia

Leste da Líbia procura consolidar autonomia

Na Líbia de Muamar Kadafi, não havia prefeitos ou governadores. As decisões nas cidades eram tomadas por representantes de Kadafi, que em geral não tinham cargos bem definidos. Eram espécies de “enviados”, que muitas vezes nem pertenciam àquele lugar; contavam com a confiança do líder, e era isso o que […]